No dia 25 de maio, data em que é celebrado o Dia Internacional da Criança Desaparecida, os Conselhos Federal e Regionais de Medicina realizarão mobilizações nos estados para chamar atenção dos médicos e da sociedade para este problema. A pedido do CFM, o tema será abordado também em audiência pública no Senado Federal no dia 26. Além do presidente da autarquia, Carlos Vital, foram convidadas para o debate as presidentes da ONG Mães da Sé, Ivanise Esperidião; e do Movimento Humanos de Direitos (Mhud), a atriz Camila Pitanga.
 
altVinte estados e o Distrito Federal já informaram a programação local (acompanhe abaixo lista da programação de cada estado). No dia 25, grupos de conselheiros visitarão hospitais na data a fim de estimular colegas e outros profissionais da saúde a colaborarem na identificação dessas crianças, além de orientar pacientes a evitar o problema.
  
Por ano, estima-se que 50 mil crianças somem no país e cerca de 250 mil ainda não foram solucionados. No mundo esse número chega a 25 milhões. “Os Conselhos enaltecem o grave situação que afeta a sociedade brasileira, notadamente a parcela mais carente. Queremos pedir aos médicos para que fiquem atentos, principalmente os da área de Pediatria, pois é cada vez maior o número de casos”, alertou o presidente do CFM, Carlos Vital Tavares Corrêa Lima.
 
O assunto também será tema de audiência pública no Senado Federal nesta terça-feira, dia 26, às 9h,no Plenário nº 2, Ala Senador Nilo Coelho, Anexo II. A audiência foi solicitada pela senadora Ana Amélia (PP-RS), por sugestão do CFM. 
 
O integrante da Comissão de Ações Sociais, Ricardo Paiva, ressalta a importância da participação de médicos e sociedade no debate. “Precisamos urgentemente de uma política pública permanente que nos permita avançar e unir toda aNação para esse grande enfrentamento.No Senado Federal a realização de Audiências Públicas é um dos principais instrumentos de contato com a sociedade, o que faz com que as decisões dos senadores estejam mais alinhadas com a perspectiva da sociedade”.
 
Ação – O marco deste processo de conscientização iniciou em março, no estado do Paraná. Na ocasião, os membros da Comissão de Ações Sociais do CFM visitaram o Hospital Pequeno Príncipe e orientaram médicos e profissionais da saúde sobre como ajudar neste esforço. “O número de crianças desaparecidas é muito maior do que as pessoas imaginam. Por isso é tão importante que os profissionais notifiquem qualquer tipo de violência observado”, ressaltou o conselheiro do CFM, Donizetti Giamberardino Filho.
 
Além de conversar com os médicos e profissionais de saúde, os conselheiros do CFM repassaram folders explicativos da campanha para os pacientes com instruções de como evitar o desaparecimento de menores e como proceder caso ocorra. (Acesse o folder da campanha).
 
Na visita, os membros da Comissão conheceram a história da pediatra Milene Meller que passou por uma situação delicada há um ano. Ela recebeu um casal com três crianças com aparências diferentes e relata que os responsáveis pelas crianças desconversavam quanto a histórico de saúde e endereço da residência. “Achei aquela situação suspeita. Apesar de não perceber maus-tratos, percebi que as crianças não se sentiam a vontade com aqueles adultos. Foi então que decidi denunciar e chamar a polícia”, relatou a médica do Hospital Pequeno Príncipe que não recebeu retorno das autoridades sobre o desfecho do caso.
 
Campanha - O CFM quer contribuir para reverter esta realidade. Por isso, desde 2011, o CFM desenvolve junto à categoria uma campanha de conscientização para que profissionais e instituições de tratamento médico, clínico, ambulatorial ou hospitalar observem e ajudem no esforço contra o desaparecimento de menores.
 
 
Para tanto, o CFM publicou uma recomendação (nº 4/2014) alertando os profissionais sobre procedimentos que auxiliam na busca. “Na consulta o médico pode observar como o menor se comporta com o acompanhante, se tem marcas ou empatia, por exemplo”, ressaltou Henrique Batista, secretário-geral do CFM.
 
A ação tem apoio formal de diversas entidades médicas brasileiras e latino-americanas, como a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), além da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Igrejas Batistas, Movimento Humanos de Direitos (Mhud), Instituto de Migrações de Direitos Humanos (IMDH), ONG Mães da Sé, Rede Marista, Hospital Pequeno Príncipe do Paraná e do Serviço de Investigação de Crianças Desaparecidas (Sicride).

PROGRAMAÇÃO DOS ESTADOS

Amapá

No Amapá, a Caravana visitará, no dia 25 de maio, os Hospitais da Criança e do Adolescente; de São Camilo e Unimed, que se localizam em Macapá. Além do Hospital de Santana, localizado no segundo maior município do estado.

Amazonas

O CRM-AM organiza visita nas três unidades dos Hospitais de Pronto Socorro de Canoas: Zona Leste, Zona Sul e o Zona Oeste. No estado, também haverá reunião com gestores e entrevista coletiva sobre o tema.

 

Alagoas

Os conselheiros do CRM-AL farão visita aos Hospitais do Açúcar (10 horas), ao Arthur Ramos (11 horas) e a Santa Casa de Maceió (15 horas). Ás 7:30, o presidente Fernando Pedrosa concederá entrevista no telejornal da manhã (Bom Dia AL) da TV Gazeta, emissora filiada a Globo para falar sobre a caravana.

Bahia

Na Bahia, estão confirmadas visitas a dez hospitais.Acompanhe a programação do estado:

 Salvador- Hospital Geral do Estado, Hospital Geral Roberto SantosHospital Martagão Gesteira

 Barreiras – Hospital do Oeste

 Itabuna – Santa Casa de Misericórdia de Itabuna Hospital Manoel Novaes

  

Feira de Santana – Hospital da Criança e Hospital Cleriston Andrade

Vitória da Conquista – Santa Casa de Misericórdia Hospital São Vicente de Paulo, Hospital Esaú Matos e Hospital Geral de Vitória da Conquista

Distrito Federal

No Distrito Federal serão visitados hospitais pediátricos de cada região, a fim de incluir o tema nas conversas com os médicos e a população. Estão confirmados o Hospital da Criança, o Hospital Universitário de Brasília (HUB), além do Hospital das Forças Armadas (HFA).

 

Goiás

O Cremego fará ações no Hospital Materno Infantil, no Hospital de Campinas e em escolas infantis de Goiânia para orientar médicos, professores e pais sobre o desaparecimento de crianças e como prevenir o problema.

Espírito Santo

O CRM já fez visitas ao Hospital Infantil Nossa Senhora da Glória, em Vitória; no Hospital Infantil Francisco de Assis, na cidade de Cachoeiro de Itapemirim; e no Hospital e Maternidade Sílvio Avidos, em Colatina. Para a segunda-feira, dia 25, está programada uma ação no Hospital Geral de Linhares, na cidade de Linhares.

Minas Gerais

A Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes) será uma das parceiras do Conselho Regional de Medicina de Minas Gerais– CRM-MG – na campanha “Médicos em Defesa das Crianças Desaparecidas” que fará ampla divulgação por meio da Rádio Unimontes 101,1 FM.

 

Pará

Preocupado com o assunto, CRM-PA promoverá, dia 25 de Maio, às 19:30, na sede do órgão, Plenária Temática com a participação de várias entidades, segmentos da sociedade e Sociedades Especializadas, com a finalidade de debater ações para sensibilizar os médicos sobre tão grave situação. Todos os médicos estão convocados a participar.

 

Paraíba

A fim de mobilizar médicos e sociedade, o CRM-PB visitará o Hospital Infantil Arlinda Marques, o Hospital Infantil Valentina Figueiredo e o AMIP, com participação de 10 conselheiros.

Paraná

Os médicos do Hospital Pequeno Príncipe farão uma ação com os pacientes. Todos vestirão a camiseta da campanha e durante a consulta darão esclarecimentos e dicas para a sociedade.

Pernambuco

O Cremepe programou visitas a seis hospitais na capital: Hospital da Restauração, Hospital Helena Moura, IMIP, Hospital Universitário Oswaldo Cruz, Hospital da Universidade Federal de Pernambuco e Hospital Barão de Lucena.

 

Piauí

O tema Crianças Desaparecidas será abordado no Fórum Interinstitucional Permanente em Saúde Pública do Estado do Piauí, em 19 de maio, com a participação dos gestores Estadual e Municipal de Saúde, dos hospitais públicos e privados, do Ministério Público e Tribunal de Justiça do Piauí. O Conselho Regional ainda fará visitas de conscientização, no dia 25, na Maternidade Dona Evangelina Rosa (Estadual), no Hospital Infantil Lucídio Portella (Rede Estadual), e também na Maternidade Wall Ferraz – CIAMCA (Rede Municipal).

Santa Catarina

O CRM-SC confirmou que será realizada uma reunião com os gestores do Hospital Infantil Joana de Gusmão (Florianópolis), Hospital Seara do Bem (Lages), além do Hospital Infantil Dr. Jeser Amarante Faria (Joinville).

 

Rio de Janeiro

Durante a ação, funcionários e membros do Conselho vão entregar panfletos da campanha em frente ao Cremerj, vestidos com a camisa da Caravana Nacional das Crianças Desaparecidas.

 

 Rio Grande do Norte

No Rio Grande do Norte, a plenária do CRM-RN optou por não fazer visitas pontuais no dia 25. Contudo, haverá uma elaboração de cartazes e panfletos com o tema que serão divulgados por todo o estado nas fiscalizações dos meses de maio, junho e julho.

 

Rio Grande do Sul

O Cremers organiza atividades no Hospital da Criança Conceição e no Hospital de Clínicas de Porto Alegre.

 

Rondônia

O CRM-RO organiza palestras  e reunião com gestores do Hospital Infantil Cosme e Damião – Porto Velho/RO; do Hospital e Maternidade Infantil – Cacoal /RO e do Hospital Regional – Ji Paraná.

 

Roraima

O CRM-RR visitará, a partir das 10h, o Hospital da Criança Santo Antônio. 

 

Sergipe

O Cremese organiza grande campanha no maior hospital do estado: Hospital de Urgência de Sergipe. 

 

Tocantins

O CRM-TO organizou três visitas e debates em diferentes cidades e datas. Acompanhe a programação do estado:

 Araguaína (parceria com o ITPAC)

 Dia 19/05 - 9 Horas – Visita e panfletagem no Hospital Municipal de Araguaína, Hospital Dom Orione, Unidades Básicas de Saúde, Clínicas e Consultórios Pediátricos.

 19 horas – Debate Tema: “Crianças Desaparecidas – O que podemos fazer para evitar?”.

 Palestrante: Jose Maria Sinimbu De Lima Filho – Pediatra

 Local: Mini – Auditório, Bloco G do ITPAC.

Gurupi (parceria com o UNIG)

 Dia 21/05 - 9 Horas – Visita e panfletagem no Hospital Materno Infantil de Gurupi, Hospitais Particulares, Unidades de Saúde, Clínicas e Consultórios Pediátricos.

 19 horas – Debate Tema: “Crianças Desaparecidas – O que podemos fazer para evitar?”.

 Palestrante: Wesley Monteiro de Castro Neri – Assessor Jurídico CRM-TO

 Local: Auditório da UNIRG

 

 Palmas (parceria com a UFT)

 Dia 15/05 - 9 Horas – Visita e panfletagem no Hospital Infantil de Palmas, Unidades Básicas de Saúde, Clínicas e Consultórios Pediátricos.

 Dia 25/05 - 19 horas – Debate Tema: “Crianças Desaparecidas – O que podemos fazer para evitar?”.

 Palestrante: Eduardo Francisco de Assis Braga – Pediatra e Médico Legista

 Local: Auditório do CRM-TO

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.
AGENDAMENTO ONLINE
Atendimento presencial na sede do CREMERN
Carregando...