iencm2016 banner

 

O I Encontro Nacional dos Conselhos de Medicina 2016, marcado para os dias 2, 3 e 4 de março, em Natal (RN), marca o início dos eventos promovidos este ano pelo Conselho Federal de Medicina (CFM). Como tradicionalmente ocorre, representantes dos conselhos regionais dos 26 estados brasileiros e do Distrito Federal e dirigentes do CFM reúnem-se no início dao ano para analisar a conjuntura e os temas latentes na área médica para definir ações a serem tomadas pelo sistema conselhal.

Após o I ENCM 2015, nos dia 8 e 9 de março, será realizado em Brasília o Encontro de Secretários Gerais, que contará com a participação de servidores do sistema conselhal e dos secretários gerais do CFM e dos CRM´s.

Fóruns - Em seguida, estão definidos para o primeiro semestre de 2016 os Fóruns de Dermatologia, de Telemedicina e do Médico de Fronteira, além de outros eventos que estão previstos, mas ainda não autorizados. Já no segundo semestre, no início de julho, será realizado o III Fórum de Medicina do Esporte, que estava marcado para dezembro do ano passado, mas não ocorreu devido a problemas de agenda dos palestrantes.

O Fórum de Dermatologia vai debater temas como a liberação de medicamentos e produtos dermatológicos pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e a interface da especialidade com outras áreas de atuação. “Os dermatologistas apresentaram para nós essas demandas e a Câmara Técnica avaliou que um Fórum será um bom espaço para refletirmos e debatermos soluções”, informa o coordenador da Câmara, José Fernando Maia Vinagre.

No dia 14 de junho, será realizado, em Brasília, o Fórum de Telemedicina. “Na ocasião, vamos avaliar a atualidade da resolução que regulamenta atualmente a telemedicina (nºÂ 1.643/2002), se ela está adequada à realidade e, se avaliarmos necessário, debateremos a redação de uma nova resolução”, adianta o radiologista e conselheiro federal Aldemir Humberto Soares.

A atuação do médico de fronteira será debatida no fórum marcado para o dia 21 de junho. Serão debatidos temas como a Regulamentação Médica na Fronteira, o papel das Forças Armadas na Assistência Médica fronteiriça, o Mercosul e os fatores da Assistência Médica na América do Sul e a visão do CFM sobre essas questões. “Os temas foram definidos a partir de reuniões com os membros da Comissão de Médicos de Fronteira, além de reuniões com representantes do Ministério da Saúde, Ministério das Relações Exteriores e do Exército. Acredito que será um bom Fórum, com temas importantes e que precisam ser discutidos”, avalia a responsável pelo Fórum e conselheira federal pelo Acre, Dilza Teresinha Ribeiro.

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.