Os jornais paulistas de circulação nacional O Estado de S. Paulo e Folha de S. Paulo deram importante destaque à opinião do Conselho Federal de Medicina (CFM) sobre o Programa Mais Médicos e o Decreto 8.497/2015, que regulamenta a formação do Cadastro Nacional de Especialistas. Nas edições de sábado (15) e segunda-feira (17), foram publicados um artigo de autoria do presidente do CFM, Carlos Vital Tavares Corrêa Lima, e editorial com base nos argumentos da instituição.

No fim de semana, a Folha veiculou na seção Tendências/Debates análise do presidente do CFM, Carlos Vital Tavares Corrêa Lima, sobre o programa do governo. Intitulado A verdade omitida, o texto destaca, entre outros pontos, a continuidade das divulgações de dados estatísticos dos resultados do programa, “sem informações das metodologias utilizadas nas pesquisas, na tentativa de se evitar as críticas que possam tornar evidentes as suas inconsistências”.O artigo cita como exemplo de mensagens publicitárias falaciosas “o maior controle de morbidades, como hipertensão arterial e diabetes, de modo paradoxal às conclusões emitidas pelo TCU (Tribunal de Contas da União) em seu relatório de auditoria”, analisa Vital. O texto foi publicado na edição de sábado da Folha e também está acessível na lista de artigos do Portal Médico (confira).

Na segunda-feira, 17, também a argumentação do Conselho sobre o decreto 8.497/2015 foi tema de editorial no jornal O Estado de S. Paulo. Em Mais improviso na Saúde (acesse aqui), o Estadão critica a edição do decreto, “que amplia perigosamente o conceito de médico especialista”. A análise da publicação sobre a estratégia do Ministério da Saúde para ampliar o número de médicos especialistas no País “deixa aberta, por exemplo, a possibilidade de que um profissional que cursou o mestrado ou qualquer outra pós-graduação seja considerado médico especialista, mesmo que não tenha prática na especialidade”, aponta o editorial.

 

Fonte: CFM (Conselho Federal de Medicina)

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.
AGENDAMENTO ONLINE
Atendimento presencial na sede do CREMERN
Carregando...